Releases

Com 65 anos de experiência na implantação e estruturação de projetos em infraestrutura, a Odebrecht apresenta uma empresa específica para intensificar sua presença nos setores rodoviário, transporte urbano, infraestrutura de logística e aeroportuário, a Odebrecht TransPort. A nova empresa reúne cinco ativos – Rota das Bandeiras (SP), Embraport (SP), Via Parque (PE), Via Quatro (SP) e Litoral Norte (BA) – que representam um faturamento de R$ 502 milhões em 2010. Quando consolidada, a Odebrecht TransPort será uma das principais provedoras de infraestrutura para transporte e logística no Brasil.

“Trata-se de uma evolução natural da atuação da Odebrecht que já estruturou mais de R$ 58 bilhões em projetos de infraestrutura no Brasil e no mundo. Ao reunir os ativos em uma única empresa, além de obter maior sinergia, também reflete a convicção da Organização em se posicionar de modo diferenciado, perante o potencial de crescimento do setor de transporte e logística no País”, afirma Geraldo Villin, presidente da Odebrecht TransPort.

A empresa direcionará seus investimentos a projetos completos, desde o desenvolvimento inicial até sua maturação, predominantemente por meio de parcerias público-privada (PPPs) e concessões. A expectativa é ter uma empresa integrada, que combine ativos de toda a cadeia de logística e infraestrutura. “Ao atuar em parceria com o governo, além de trazer garantia de qualidade e segurança a serviços essenciais para o crescimento econômico, ainda permite ao Estado realocar recursos originalmente previstos para infraestrutura em outras áreas”, reforça Villin.

Nos próximos cinco anos, R$ 5 bilhões em investimentos já estão comprometidos com os atuais negócios. Entre as oportunidades que interessam a Odebrecht TransPort estão as concessões rodoviárias federais e estaduais, incluindo eixos nos entornos das grandes cidades; transportes urbanos e logística como terminais portuários e dutos. A Odebrecht TransPort está preparada para se associar a parceiros que agreguem capacidade de investimento e experiência. Seu modelo societário deve replicar fórmulas bem-sucedidas obtidas em outras experiências dentro da Organização ao atrair sócios qualificados para participar do desenvolvimento e crescimento da empresa.

A Odebrecht TransPort concentra, em um único grupo, ativos estrategicamente localizados no entorno de grandes regiões metropolitanas. O portfólio atual é formado por operações no setor de concessões rodoviárias, terminal portuário e transporte urbano.

Ativos

- Rota das Bandeiras (início do contrato: 2008): concessão de 30 anos do Corredor D. Pedro I, com 296 km, localizado na região de Campinas, no interior de São Paulo. O trecho passa por 17 cidades, por onde trafegam aproximadamente 150 mil veículos por dia.

- Via Quatro (início do contrato: 2010): concessão de 30 anos na operação e manutenção da Linha 4 – Amarela do Metrô da cidade de São Paulo, com projeção de 705 mil passageiros por dia em sua primeira fase. Trata-se do primeiro contrato de parceria público-privado metroviário do Brasil.

- Embraport (início do contrato: 2009): maior terminal privado multiuso do País, localizado em Santos (SP), com capacidade para operar mais de 1,5 milhão de TEU (contêiner equivalente a vinte pés) e cerca de 2 bilhões de litros de etanol. A Fase-1 de desenvolvimento do terminal deve receber cerca de US$ 500 milhões.

- Via Parque (início do contrato: 2007): sistema viário composto por uma ponte de 320 metros de comprimento sobre o Rio Jaboatão, ligando a praia de Barra de Jangada à Praia do Paiva, em Pernambuco, e as vias de acesso com Recife. Primeira parceira público-privada viária do País. Resultado de um investimento de R$ 76,5 milhões.

- CLN – Concessionária Litoral Norte (início do contrato: 2001): concessão de 35 anos da Rodovia BA-099 que compreende a Estrada do Coco e a Linha Verde e ligam a cidade de Lauro de Freitas à Divisa dos Estados da Bahia e Sergipe, com extensão de 271 km está localizada em região com acelerado desenvolvimento urbano e turístico.

Odebrecht

A Odebrecht Investimentos em Infraestrutura, controladora da Odebrecht TransPort, permanece como investidora de projetos no Brasil, como Arena Fonte Nova, e no exterior, como a Rota do Sol, na Colômbia. A empresa concentra sua atuação em concessões e parcerias público-privadas, da fase de desenvolvimento dos projetos até sua maturação. Em 2008, a empresa investiu R$ 1,3 bi em projetos de infraestrutura.

Fundada em 1944, a Odebrecht é uma empresa brasileira presente na América do Sul, América Central, América do Norte, África, Europa e Oriente Médio. Líder nos segmentos de engenharia e construção e de química e petroquímica na América Latina, também atua no setor de bioenergia, engenharia ambiental, imobiliária e óleo e gás. A Organização integra mais de 92 mil profissionais de 50 diferentes nacionalidades.

Informações para imprensa
CDN
Michele Izawa – michele.izawa@cdn.com.br – (11) 3643-2750
Maysa Penna – maysa.penna@cdn.com.br – (11) 3643-2771