Nossa Cultura

A Nossa Cultura é um conjunto de princípios, conceitos e critérios, com foco na educação e no trabalho, que provê os fundamentos éticos, morais e conceituais para a atuação dos nossos integrantes. 
 
Valoriza potencialidades do ser humano, como a disposição para servir, a capacidade e o desejo de evoluir e a vontade de superar resultados. Prevê, ainda, um processo de delegação planejada, baseada na confiança e na parceria entre líderes e liderados.
 
Assim, com base nesses valores, é possível atender às necessidades dos clientes, agregar valor ao patrimônio dos acionistas, reinvestir os resultados alcançados e crescer em frentes distintas.

“A Nossa Cultura é o instrumento que os acionistas colocam à disposição do empresário para que este possa coordenar o trabalho dos seres humanos que dominem as tecnologias específicas indispensáveis à satisfação do cliente, integrá-los em equipes sinérgicas e contributivas e levá-los a produzir riquezas morais e materiais sempre melhores e maiores, à disposição do cliente e da comunidade”.

Sobreviver, Crescer e Perpetuar

Princípios Fundamentais

Os Princípios Fundamentais da Nossa Cultura estabelecem os valores culturais e éticos que devem conduzir os Negócios na Novonor:

  • Confiança nas Pessoas, em sua capacidade e em seu desejo de evoluir;

  • Satisfação do Cliente, servindo-o com ênfase na qualidade, na produtividade e na responsabilidade socioambiental;

  • Retorno aos Acionistas e valorização de seu patrimônio;

  • Parceria entre os Integrantes, que participam da concepção e da realização do trabalho, e dos resultados que geram;

  • Autodesenvolvimento das Pessoas, sobretudo por meio da Educação pelo Trabalho, assegurando a Sobrevivência, o Crescimento e a Perpetuidade da Organização;

  • Reinvestimento dos Resultados, para a criação de novas oportunidades de trabalho e para o desenvolvimento das Comunidades.

Conceitos Essenciais 

Os Conceitos Essenciais da Nossa Cultura garantem eficácia e clareza na interação entre líderes e liderados. Somados aos Princípios Fundamentais, estabelecem uma linguagem comum entre integrantes, formando o nosso Sistema de Comunicação.

  • descentralização favorece o contato permanente e direto do Integrante com o Cliente e, consequentemente, a percepção clara das suas necessidades. É importante também na identificação e atração de novos Empresários;

  • A prática da confiança é a delegação planejada. Líderes devem estar seguros quanto à retidão de caráter dos Integrantes e acreditar no potencial do profissional, em sua competência e vontade de se desenvolver, além de seu alinhamento às Concepções Filosóficas da Organização;

  • Tarefa Empresarial consiste na identificação, conquista e satisfação do Cliente – um processo contínuo e eficiente que garante sucesso nos desafios;

  • Os resultados devem sempre fluir dos Clientes para os Acionistas, pois a valorização do seu Patrimônio Moral e Material é a principal garantia de Sobrevivência, Crescimento e Perpetuidade da Organização.

Critérios Gerais

Há oito Critérios Gerais que influenciam o modo de pensar e agir dos integrantes:

  • Ser Humano é a medida de todos os valores na Organização;

  • O Empresário deve dominar seu Negócio para satisfazer simultaneamente o Cliente e o Acionista;

  • Educação pelo Trabalho é indissociável da Tarefa Empresarial;

  • Os que prestam apoio aos Responsáveis por Negócios devem estar sempre orientados para oportunidades e melhores resultados;

  • O profissional tem o direito de partilhar os resultados que diretamente contribui para gerar e que possam ser medidos, faturados e pagos pelo Cliente;

  • Empresário deve estar sempre aberto para reconhecer e pronto para corrigir rapidamente seus erros;

  • imagem que importa e faz diferença é aquela construída junto à Comunidade, com base na satisfação de cada Cliente e no comprometimento com o bem-estar de todos;

  • Os Líderes têm o dever de promover sua própria saúde e a de cada um de seus Liderados, bem como a segurança das operações, a qualidade de vida e a conservação ambiental nas Comunidades em que atuam.